Assumir o controle de suas finanças é algo poderoso. Isso é feito através de ações simples que vão se somando, como reconciliar seus extratos bancários a cada mês. Pode parecer uma tarefa complicada, mas significa apenas comparar os registros do banco com os seus e verificar se há discrepâncias.

Você pode não ser o tipo de pessoa que controla o dinheiro com software ou aplicativos financeiros, mas ainda quer ter certeza de que seu dinheiro está onde deveria estar. Verificar o saldo da sua conta regularmente e fazer uma reconciliação bancária simples pode ajudar a maximizar seus ganhos a cada mês e reduzir o risco de qualquer pagamento perdido.

Veja por que você deve reconciliar seus extratos bancários e também como começar.

Assumir o controle de suas finanças é algo poderoso. Isso é feito através de ações simples que vão se somando, como reconciliar seus extratos bancários a cada mês. Pode parecer uma tarefa complicada, mas significa apenas comparar os registros do banco com os seus e verificar se há discrepâncias.   Você pode não ser o tipo de pessoa que controla o dinheiro com software ou aplicativos financeiros, mas ainda quer ter certeza de que seu dinheiro está onde deveria estar. Verificar o saldo da sua conta regularmente e fazer uma reconciliação bancária simples pode ajudar a maximizar seus ganhos a cada mês e reduzir o risco de qualquer pagamento perdido.  Veja por que você deve reconciliar seus extratos bancários e também como começar. O que é uma reconciliação bancária? De forma simples, uma reconciliação bancária significa que você compara seus registros contábeis com os valores mostrados em seu extrato bancário. Para a maioria das pessoas, isso geralmente significa comparar a atividade em sua conta corrente com o extrato que você recebe no final do mês.   Você pode manter um talão de cheques em papel com registros de todas as suas transações, que é historicamente como as pessoas reconciliavam seus extratos bancários. No século XXI, porém, o online banking tornou-se mais popular (em geral, escrever cheques pessoais tornou-se uma atividade menos comum, embora ainda necessária).  Muitos bancos tornaram seus registros eletrônicos, e eles atualizam esses registros constantemente. Embora esse seja um recurso interessante, ainda é uma boa ideia manter seus próprios registros.  Ao comparar seus registros com os do banco, procure por quaisquer diferenças entre o saldo em seus registros e o saldo final em seu extrato da conta.   Seu objetivo? Garantir que todos os pagamentos foram processados, todos os depósitos foram bem-sucedidos e nenhum erro ocorreu.  Como conciliar um extrato bancário em 4 etapas    Separar apenas 10 a 15 minutos por mês para reconciliar seus extratos bancários pode fazer uma grande diferença. Um software de contabilidade pode ajudar, mas você provavelmente não precisa dele. Uma vez por mês, compare seu extrato da conta com suas transações reais. Se você guardar os recibos, esse processo será muito mais rápido. 1. Confirme suas maiores compras. Se você tiver muita atividade em seu extrato, comece com suas 10 maiores compras para se certificar de que não haja erros. 2. Certifique-se de que todos os depósitos estão corretos. Lembre-se, o dinheiro que entra é igualmente importante ao dinheiro que sai. Mantenha bons registros de cheques e comprovantes de depósito para garantir que você tenha a quantia correta de dinheiro em sua conta.  3. Certifique-se de que todos os pagamentos efetuados estejam corretos. Em seguida, você vai querer verificar se as pessoas para quem você escreveu cheques ou fez transferências realmente receberam esse dinheiro. De pagamentos de serviços públicos à sua conta de supermercado semanal, certifique-se de que os números no seu extrato estão corretos. Se você tiver algum pagamento automático configurado em suas contas, este é um bom momento para verificar se esses pagamentos foram efetuados e nos valores corretos. 4. Registre seus cálculos. É aqui que entra o seu talão de cheques, balanço ou extrato de reconciliação bancária pessoal. Registre seus totais de entrada e saída. Isso será útil para monitorar seus ganhos e hábitos de consumo mês a mês.  Mas por que é importante conciliar seus extratos bancários? Como mencionado acima, o online banking tornou possível coletar e armazenar informações com muito mais facilidade. Como resultado, muitas pessoas não têm mais tempo para conciliar seus extratos bancários.   No entanto, ainda é uma boa ideia manter seus próprios registros usando um talão de cheques antiquado, um livro-razão geral, balanço patrimonial, lançamentos no livro diário ou um app financeiro.  Mesmo com o surgimento do online banking, conciliar extratos bancários é uma prática comum para proprietários de grandes e pequenas empresas. Ter registros financeiros detalhados ajuda as empresas a fazerem e permanecerem dentro dos orçamentos. Também as ajuda a encontrar complicações financeiros antes que elas se tornem grandes problemas.  Os consumidores consideram a conciliação de conta útil por essas mesmas razões. Conciliar seus extratos ajuda você a acompanhar seu fluxo de caixa, permitindo que você veja exatamente para onde seu dinheiro está indo. Embora você muitas vezes possa fazer isso com o online banking, manter seus próprios registros incentiva você a prestar mais atenção e, portanto, pode ser uma ferramenta mais eficaz para permanecer dentro do orçamento.  Você também pode acompanhar o status de outros itens em seus extratos bancários, como taxas de serviço e cheques pendentes. Se aparecer uma cobrança que você não esperava ou se um cheque não foi descontado, isso pode ajudá-lo a resolver essas questões.  Abaixo estão algumas boas razões para ser seu próprio contador e conciliar seus extratos bancários mensais. 1. Evite ficar com saldo negativo. Quando você analisa o saldo da sua conta bancária online, ele nem sempre inclui o que está pendente. Além disso, cobranças temporárias às vezes podem ser confusas, aparentando que você tem mais ou menos dinheiro do que realmente possui em sua conta.  Verifique o saldo inicial, compare com suas despesas e certifique-se de saber o verdadeiro valor que possui. Você deve levar em consideração quaisquer saques recentes, cheques não compensados ou depósitos. É aqui que um talão de cheques em papel ou lançamentos no livro diário podem realmente ajudar.  Essa etapa pode evitar um saldo negativo, porque você saberá se realmente tem fundos suficientes. Se isso foi um problema para você no passado, você pode procurar uma conta sem taxas de cheque especial. 2. Certifique-se de receber todos os pagamentos devidos. Você pagou recentemente uma conta online ou em cheque, apenas para receber uma segunda conta? Essa é uma experiência comum e ao mesmo tempo frustrante. Quando você vai corrigir o erro com a cobrança da empresa, é bem provável que os registros dela estejam errados.  Ter suas conciliações, juntamente com os extratos, mostra todas as suas transações bancárias – incluindo pagamentos de contas recentes. Através do processo de conciliação bancária, você pode pegar um erro ou ter certeza de que, de fato, pagou essa conta.  E assim que você conseguir demonstrar que seus registros mostram que você pagou, terá economizado dinheiro e o possível aborrecimento de uma tentativa injustificada de cobrança de contas pela empresa. 3. Evite erros caros. Embora não seja comum, os bancos podem cometer erros. Eles podem registrar transações duas vezes, registrá-las pelo valor errado ou nem mesmo registrá-las. Também é possível vivenciar erros com as empresas com as quais você faz negócios. Por exemplo, você pode notar uma cobrança acidental depois de ter cancelado assinaturas ou planos, os quais podem realizar débitos automáticos de suas contas bancárias.   Por exemplo, uma taxa recorrente pode continuar aparecendo no seu extrato. Em outros casos, pode haver erros de digitação nos estabelecimentos, que inserem manualmente o valor.   Ao revisar suas demonstrações financeiras de perto, você verá esses erros. 4. Entenda todas as taxas do seu banco. Você sabe todas as taxas de serviço que paga ao seu banco? Verificar o saldo do seu extrato bancário ajudará você a entender as taxas exatas associadas às suas contas. Você pode aproveitar esse conhecimento para negociar taxas melhores com seu banco. 5. Detecte fraude e roubo mais cedo. Infelizmente, milhões de pessoas são vítimas de fraude todos os anos. Conciliar regularmente seus extratos bancários ajudará você a notar quaisquer cobranças fraudulentas. Os ladrões normalmente cobram uma pequena quantia de débito para testar, portanto, procure cobranças não identificadas de alguns dólares. Identificar isso cedo pode evitar que você tenha de lidar com perdas mais significativas no futuro.   Mesmo que a cobrança inicial seja grande, pegá-la ajuda a impedir mais danos, pois permite que o banco ou a empresa de cartão de crédito ponha fim a futuras cobranças fraudulentas. Sobre a Remitly  A Remitly torna as transferências internacionais de dinheiro mais rápidas, fáceis, transparentes e acessíveis. Mais de 5 milhões de pessoas em todo o mundo confiam em nosso aplicativo móvel confiável e fácil de usar.   Baixe o aplicativo hoje e mostraremos como começar. Leitura adicional Como abrir uma conta bancária nos EUA: Um guia para recém-chegados em 2021 Como enviar dinheiro internacionalmente com um cartão de crédito Qual é a diferença entre uma Conta Corrente e uma Conta Poupança?

O que é uma reconciliação bancária?

De forma simples, uma reconciliação bancária significa que você compara seus registros contábeis com os valores mostrados em seu extrato bancário. Para a maioria das pessoas, isso geralmente significa comparar a atividade em sua conta corrente com o extrato que você recebe no final do mês.

Você pode manter um talão de cheques em papel com registros de todas as suas transações, que é historicamente como as pessoas reconciliavam seus extratos bancários. No século XXI, porém, o online banking tornou-se mais popular (em geral, escrever cheques pessoais tornou-se uma atividade menos comum, embora ainda necessária).

Muitos bancos tornaram seus registros eletrônicos, e eles atualizam esses registros constantemente. Embora esse seja um recurso interessante, ainda é uma boa ideia manter seus próprios registros.

Ao comparar seus registros com os do banco, procure por quaisquer diferenças entre o saldo em seus registros e o saldo final em seu extrato da conta.

Seu objetivo? Garantir que todos os pagamentos foram processados, todos os depósitos foram bem-sucedidos e nenhum erro ocorreu.

Como conciliar um extrato bancário em 4 etapas

Separar apenas 10 a 15 minutos por mês para reconciliar seus extratos bancários pode fazer uma grande diferença. Um software de contabilidade pode ajudar, mas você provavelmente não precisa dele. Uma vez por mês, compare seu extrato da conta com suas transações reais. Se você guardar os recibos, esse processo será muito mais rápido.

1. Confirme suas maiores compras.

Se você tiver muita atividade em seu extrato, comece com suas 10 maiores compras para se certificar de que não haja erros.

2. Certifique-se de que todos os depósitos estão corretos.

Lembre-se, o dinheiro que entra é igualmente importante ao dinheiro que sai. Mantenha bons registros de cheques e comprovantes de depósito para garantir que você tenha a quantia correta de dinheiro em sua conta.

3. Certifique-se de que todos os pagamentos efetuados estejam corretos.

Em seguida, você vai querer verificar se as pessoas para quem você escreveu cheques ou fez transferências realmente receberam esse dinheiro. De pagamentos de serviços públicos à sua conta de supermercado semanal, certifique-se de que os números no seu extrato estão corretos. Se você tiver algum pagamento automático configurado em suas contas, este é um bom momento para verificar se esses pagamentos foram efetuados e nos valores corretos.

4. Registre seus cálculos.

É aqui que entra o seu talão de cheques, balanço ou extrato de reconciliação bancária pessoal. Registre seus totais de entrada e saída. Isso será útil para monitorar seus ganhos e hábitos de consumo mês a mês.

Mas por que é importante conciliar seus extratos bancários?

Como mencionado acima, o online banking tornou possível coletar e armazenar informações com muito mais facilidade. Como resultado, muitas pessoas não têm mais tempo para conciliar seus extratos bancários.

No entanto, ainda é uma boa ideia manter seus próprios registros usando um talão de cheques antiquado, um livro-razão geral, balanço patrimonial, lançamentos no livro diário ou um app financeiro.

Mesmo com o surgimento do online banking, conciliar extratos bancários é uma prática comum para proprietários de grandes e pequenas empresas. Ter registros financeiros detalhados ajuda as empresas a fazerem e permanecerem dentro dos orçamentos. Também as ajuda a encontrar complicações financeiros antes que elas se tornem grandes problemas.

Os consumidores consideram a conciliação de conta útil por essas mesmas razões. Conciliar seus extratos ajuda você a acompanhar seu fluxo de caixa, permitindo que você veja exatamente para onde seu dinheiro está indo. Embora você muitas vezes possa fazer isso com o online banking, manter seus próprios registros incentiva você a prestar mais atenção e, portanto, pode ser uma ferramenta mais eficaz para permanecer dentro do orçamento.

Você também pode acompanhar o status de outros itens em seus extratos bancários, como taxas de serviço e cheques pendentes. Se aparecer uma cobrança que você não esperava ou se um cheque não foi descontado, isso pode ajudá-lo a resolver essas questões.

Abaixo estão algumas boas razões para ser seu próprio contador e conciliar seus extratos bancários mensais.

1. Evite ficar com saldo negativo.

Quando você analisa o saldo da sua conta bancária online, ele nem sempre inclui o que está pendente. Além disso, cobranças temporárias às vezes podem ser confusas, aparentando que você tem mais ou menos dinheiro do que realmente possui em sua conta.

Verifique o saldo inicial, compare com suas despesas e certifique-se de saber o verdadeiro valor que possui. Você deve levar em consideração quaisquer saques recentes, cheques não compensados ou depósitos. É aqui que um talão de cheques em papel ou lançamentos no livro diário podem realmente ajudar.

Essa etapa pode evitar um saldo negativo, porque você saberá se realmente tem fundos suficientes. Se isso foi um problema para você no passado, você pode procurar uma conta sem taxas de cheque especial.

2. Certifique-se de receber todos os pagamentos devidos.

Você pagou recentemente uma conta online ou em cheque, apenas para receber uma segunda conta? Essa é uma experiência comum e ao mesmo tempo frustrante. Quando você vai corrigir o erro com a cobrança da empresa, é bem provável que os registros dela estejam errados.

Ter suas conciliações, juntamente com os extratos, mostra todas as suas transações bancárias – incluindo pagamentos de contas recentes. Através do processo de conciliação bancária, você pode pegar um erro ou ter certeza de que, de fato, pagou essa conta.

E assim que você conseguir demonstrar que seus registros mostram que você pagou, terá economizado dinheiro e o possível aborrecimento de uma tentativa injustificada de cobrança de contas pela empresa.

3. Evite erros caros.

Embora não seja comum, os bancos podem cometer erros. Eles podem registrar transações duas vezes, registrá-las pelo valor errado ou nem mesmo registrá-las. Também é possível vivenciar erros com as empresas com as quais você faz negócios. Por exemplo, você pode notar uma cobrança acidental depois de ter cancelado assinaturas ou planos, os quais podem realizar débitos automáticos de suas contas bancárias.

Por exemplo, uma taxa recorrente pode continuar aparecendo no seu extrato. Em outros casos, pode haver erros de digitação nos estabelecimentos, que inserem manualmente o valor.

Ao revisar suas demonstrações financeiras de perto, você verá esses erros.

4. Entenda todas as taxas do seu banco.

Você sabe todas as taxas de serviço que paga ao seu banco? Verificar o saldo do seu extrato bancário ajudará você a entender as taxas exatas associadas às suas contas. Você pode aproveitar esse conhecimento para negociar taxas melhores com seu banco.

5. Detecte fraude e roubo mais cedo.

Infelizmente, milhões de pessoas são vítimas de fraude todos os anos. Conciliar regularmente seus extratos bancários ajudará você a notar quaisquer cobranças fraudulentas. Os ladrões normalmente cobram uma pequena quantia de débito para testar, portanto, procure cobranças não identificadas de alguns dólares. Identificar isso cedo pode evitar que você tenha de lidar com perdas mais significativas no futuro.

Mesmo que a cobrança inicial seja grande, pegá-la ajuda a impedir mais danos, pois permite que o banco ou a empresa de cartão de crédito ponha fim a futuras cobranças fraudulentas.

Assumir o controle de suas finanças é algo poderoso. Isso é feito através de ações simples que vão se somando, como reconciliar seus extratos bancários a cada mês. Pode parecer uma tarefa complicada, mas significa apenas comparar os registros do banco com os seus e verificar se há discrepâncias.   Você pode não ser o tipo de pessoa que controla o dinheiro com software ou aplicativos financeiros, mas ainda quer ter certeza de que seu dinheiro está onde deveria estar. Verificar o saldo da sua conta regularmente e fazer uma reconciliação bancária simples pode ajudar a maximizar seus ganhos a cada mês e reduzir o risco de qualquer pagamento perdido.  Veja por que você deve reconciliar seus extratos bancários e também como começar. O que é uma reconciliação bancária? De forma simples, uma reconciliação bancária significa que você compara seus registros contábeis com os valores mostrados em seu extrato bancário. Para a maioria das pessoas, isso geralmente significa comparar a atividade em sua conta corrente com o extrato que você recebe no final do mês.   Você pode manter um talão de cheques em papel com registros de todas as suas transações, que é historicamente como as pessoas reconciliavam seus extratos bancários. No século XXI, porém, o online banking tornou-se mais popular (em geral, escrever cheques pessoais tornou-se uma atividade menos comum, embora ainda necessária).  Muitos bancos tornaram seus registros eletrônicos, e eles atualizam esses registros constantemente. Embora esse seja um recurso interessante, ainda é uma boa ideia manter seus próprios registros.  Ao comparar seus registros com os do banco, procure por quaisquer diferenças entre o saldo em seus registros e o saldo final em seu extrato da conta.   Seu objetivo? Garantir que todos os pagamentos foram processados, todos os depósitos foram bem-sucedidos e nenhum erro ocorreu.  Como conciliar um extrato bancário em 4 etapas    Separar apenas 10 a 15 minutos por mês para reconciliar seus extratos bancários pode fazer uma grande diferença. Um software de contabilidade pode ajudar, mas você provavelmente não precisa dele. Uma vez por mês, compare seu extrato da conta com suas transações reais. Se você guardar os recibos, esse processo será muito mais rápido. 1. Confirme suas maiores compras. Se você tiver muita atividade em seu extrato, comece com suas 10 maiores compras para se certificar de que não haja erros. 2. Certifique-se de que todos os depósitos estão corretos. Lembre-se, o dinheiro que entra é igualmente importante ao dinheiro que sai. Mantenha bons registros de cheques e comprovantes de depósito para garantir que você tenha a quantia correta de dinheiro em sua conta.  3. Certifique-se de que todos os pagamentos efetuados estejam corretos. Em seguida, você vai querer verificar se as pessoas para quem você escreveu cheques ou fez transferências realmente receberam esse dinheiro. De pagamentos de serviços públicos à sua conta de supermercado semanal, certifique-se de que os números no seu extrato estão corretos. Se você tiver algum pagamento automático configurado em suas contas, este é um bom momento para verificar se esses pagamentos foram efetuados e nos valores corretos. 4. Registre seus cálculos. É aqui que entra o seu talão de cheques, balanço ou extrato de reconciliação bancária pessoal. Registre seus totais de entrada e saída. Isso será útil para monitorar seus ganhos e hábitos de consumo mês a mês.  Mas por que é importante conciliar seus extratos bancários? Como mencionado acima, o online banking tornou possível coletar e armazenar informações com muito mais facilidade. Como resultado, muitas pessoas não têm mais tempo para conciliar seus extratos bancários.   No entanto, ainda é uma boa ideia manter seus próprios registros usando um talão de cheques antiquado, um livro-razão geral, balanço patrimonial, lançamentos no livro diário ou um app financeiro.  Mesmo com o surgimento do online banking, conciliar extratos bancários é uma prática comum para proprietários de grandes e pequenas empresas. Ter registros financeiros detalhados ajuda as empresas a fazerem e permanecerem dentro dos orçamentos. Também as ajuda a encontrar complicações financeiros antes que elas se tornem grandes problemas.  Os consumidores consideram a conciliação de conta útil por essas mesmas razões. Conciliar seus extratos ajuda você a acompanhar seu fluxo de caixa, permitindo que você veja exatamente para onde seu dinheiro está indo. Embora você muitas vezes possa fazer isso com o online banking, manter seus próprios registros incentiva você a prestar mais atenção e, portanto, pode ser uma ferramenta mais eficaz para permanecer dentro do orçamento.  Você também pode acompanhar o status de outros itens em seus extratos bancários, como taxas de serviço e cheques pendentes. Se aparecer uma cobrança que você não esperava ou se um cheque não foi descontado, isso pode ajudá-lo a resolver essas questões.  Abaixo estão algumas boas razões para ser seu próprio contador e conciliar seus extratos bancários mensais. 1. Evite ficar com saldo negativo. Quando você analisa o saldo da sua conta bancária online, ele nem sempre inclui o que está pendente. Além disso, cobranças temporárias às vezes podem ser confusas, aparentando que você tem mais ou menos dinheiro do que realmente possui em sua conta.  Verifique o saldo inicial, compare com suas despesas e certifique-se de saber o verdadeiro valor que possui. Você deve levar em consideração quaisquer saques recentes, cheques não compensados ou depósitos. É aqui que um talão de cheques em papel ou lançamentos no livro diário podem realmente ajudar.  Essa etapa pode evitar um saldo negativo, porque você saberá se realmente tem fundos suficientes. Se isso foi um problema para você no passado, você pode procurar uma conta sem taxas de cheque especial. 2. Certifique-se de receber todos os pagamentos devidos. Você pagou recentemente uma conta online ou em cheque, apenas para receber uma segunda conta? Essa é uma experiência comum e ao mesmo tempo frustrante. Quando você vai corrigir o erro com a cobrança da empresa, é bem provável que os registros dela estejam errados.  Ter suas conciliações, juntamente com os extratos, mostra todas as suas transações bancárias – incluindo pagamentos de contas recentes. Através do processo de conciliação bancária, você pode pegar um erro ou ter certeza de que, de fato, pagou essa conta.  E assim que você conseguir demonstrar que seus registros mostram que você pagou, terá economizado dinheiro e o possível aborrecimento de uma tentativa injustificada de cobrança de contas pela empresa. 3. Evite erros caros. Embora não seja comum, os bancos podem cometer erros. Eles podem registrar transações duas vezes, registrá-las pelo valor errado ou nem mesmo registrá-las. Também é possível vivenciar erros com as empresas com as quais você faz negócios. Por exemplo, você pode notar uma cobrança acidental depois de ter cancelado assinaturas ou planos, os quais podem realizar débitos automáticos de suas contas bancárias.   Por exemplo, uma taxa recorrente pode continuar aparecendo no seu extrato. Em outros casos, pode haver erros de digitação nos estabelecimentos, que inserem manualmente o valor.   Ao revisar suas demonstrações financeiras de perto, você verá esses erros. 4. Entenda todas as taxas do seu banco. Você sabe todas as taxas de serviço que paga ao seu banco? Verificar o saldo do seu extrato bancário ajudará você a entender as taxas exatas associadas às suas contas. Você pode aproveitar esse conhecimento para negociar taxas melhores com seu banco. 5. Detecte fraude e roubo mais cedo. Infelizmente, milhões de pessoas são vítimas de fraude todos os anos. Conciliar regularmente seus extratos bancários ajudará você a notar quaisquer cobranças fraudulentas. Os ladrões normalmente cobram uma pequena quantia de débito para testar, portanto, procure cobranças não identificadas de alguns dólares. Identificar isso cedo pode evitar que você tenha de lidar com perdas mais significativas no futuro.   Mesmo que a cobrança inicial seja grande, pegá-la ajuda a impedir mais danos, pois permite que o banco ou a empresa de cartão de crédito ponha fim a futuras cobranças fraudulentas. Sobre a Remitly  A Remitly torna as transferências internacionais de dinheiro mais rápidas, fáceis, transparentes e acessíveis. Mais de 5 milhões de pessoas em todo o mundo confiam em nosso aplicativo móvel confiável e fácil de usar.   Baixe o aplicativo hoje e mostraremos como começar. Leitura adicional Como abrir uma conta bancária nos EUA: Um guia para recém-chegados em 2021 Como enviar dinheiro internacionalmente com um cartão de crédito Qual é a diferença entre uma Conta Corrente e uma Conta Poupança?

Sobre a Remitly

A Remitly torna as transferências internacionais de dinheiro mais rápidas, fáceis, transparentes e acessíveis. Mais de 5 milhões de pessoas em todo o mundo confiam em nosso aplicativo móvel confiável e fácil de usar.

Baixe o aplicativo hoje e mostraremos como começar.

Leitura adicional

Esta publicação é fornecida apenas para fins de informação geral e não pretende cobrir todos os aspectos de todos os tópicos aqui discutidos. Esta publicação não substitui o aconselhamento de um especialista ou profissional aplicável. O conteúdo desta publicação não constitui aconselhamento legal, fiscal ou outro aconselhamento profissional da Remitly ou de qualquer de suas afiliadas e não deve ser confiado como tal. Embora nos esforcemos para manter nossos cargos atualizados e precisos, não podemos representar, garantir ou de outra forma garantir que o conteúdo seja preciso, completo ou atualizado.