O Dia dos Mortos: Tradições e história do Día de los Muertos

Día de los Muertos, conhecido como o Dia dos Mortos em português, é um feriado mexicano tradicional. As celebrações do Dia dos Mortos duram de 31 de outubro a 2 de novembro.

Enquanto muitas pessoas em toda a América Latina prestam respeito aos seus entes queridos falecidos durante os dois primeiros dias de novembro, o México é o lar das mais conhecidas tradições do Día de los Muertos.

Este tradicional feriado mexicano geralmente começa no dia seguinte ao Halloween, que é celebrado principalmente nos EUA. Assim, os mexicanos-americanos geralmente celebram os dois em sequência. No entanto, não é apenas um “Dia das Bruxas mexicano”! Continue lendo para saber mais sobre esta antiga tradição.

Tradições do dia dos mortos

Uma breve história do Día de los Muertos

O Día de los Muertos deriva das tradições católicas europeias do Dia de Todos os Santos, do Dia de Todas as Almas e dos rituais astecas que homenageavam os falecidos. Como muitos aspectos da cultura mexicana, ele combina crenças coloniais e indígenas.

A tradição teve origem no sul do México há mais de 3.000 anos, com os povos indígenas da região. Quando os espanhóis invadiram e forçaram a conversão ao catolicismo, essas crenças religiosas se misturaram com práticas indígenas para formar a base do feriado moderno.

O Día de los Muertos é antes de tudo um dia de alegria, não de luto. Em sua essência, ele reconhece a morte como uma parte fundamental da experiência humana. A crença tradicional sustenta que, durante as festividades do Día de los Muertos, o falecido pode acordar de seu sono eterno e compartilhar comida, bebida e celebrações com suas famílias.

3 tradições comuns do Día de los Muertos

As celebrações da Día de los Muertos incluem fazer altares, decorar com crânios e margaridas e fazer pan de muerto.

1. Altares do Dia dos Mortos (ofrendas)

Tradições do dia dos mortos: ofrenda

Um dos elementos mais importantes do Día de los Muertos é um altar tradicional, ou ofrenda, para homenagear aqueles que já se foram. A ofrenda também, simbolicamente, faz com que o falecido se sinta confortável ao visitar os vivos.

As famílias criam esses altares dentro de casas, em túmulos em cemitérios locais e em locais públicos e museus no México e nos EUA.

Esses altares públicos são muitas vezes elaborados, detalhados, coloridos e meticulosamente criados pelas famílias que procuram honrar seus entes queridos falecidos.

Ao preparar um altar, algumas pessoas incluem os alimentos favoritos dos membros da família que partiram e outros itens pessoais, juntamente com fotos de como eles existiam em vida. Esses itens têm um propósito específico: eles recebem os membros da família que retornam após sua longa jornada do outro lado.

Ofrendas também podem incluir:

  • Copal, ou o incenso tradicional (que data de cerimônias religiosas pré-colombianas no México)
  • Cempazuchitl, ou a margarida
  • Imagens religiosas, como um crucifixo ou uma imagem da Virgem de Guadalupe
  • Os quatro elementos essenciais da natureza – terra, vento, água e fogo – em várias formas, mas muitas vezes incluindo uma cazuela de barro ou panela (terra) e velas (fogo)

Quando terminado, as ofrendas formam uma arte dos membros da família falecidos e do que eles apreciavam quando viviam na Terra.

Acima, você pode ver um exemplo de uma ofrenda que uma família fez para honrar entes queridos falecidos.

Note que inclui imagens dos membros da família honrados, juntamente com flores, incenso, calaveras, pan de muerto, e alguns alimentos favoritos e itens de vestuário do falecido.

Uma observação final sobre estes altares: Os pais que perderam filhos podem fazer altares e oferendas no dia 31 de outubro ou 1º de novembro como parte do Día de los Angelítos (o dia dos anjinhos). Tenha em mente que, devido à sua natureza, esses altares possuem um significado importante e merecem respeito e cuidado.

2. Calaveras

Tradições do dia dos mortos

Calaveras, ou crânios, estão entre os símbolos mais reconhecíveis do Día de los Muertos. De crânios de açúcar comestíveis a criações de papel machê decorando casas e altares, você os encontrará em todos os lugares. Algumas calaveras têm os nomes dos entes queridos mortos escritos em suas testas.

O significado do crânio e/ou esqueleto é honrar a natureza contínua da vida, rindo alegremente da morte e aceitando-a como parte de nossa existência cotidiana.

Entre as mais famosas das calaveras está a la calavera catrina, muitas vezes simplesmente conhecida como la catrina ou “o crânio elegante”. A imagem da famosa “senhora dos mortos” foi popularizada no início do século XX e permanece popular nas tradições do Día de los Muertos até hoje.

Vários artesãos criam crânios que são belas obras de arte destinadas a serem apreciadas durante todo o ano. Os crânios de cerâmica cuidadosamente pintados à mão na foto acima foram comprados no mercado de cerâmica Mercado Sonora, nos arredores orientais da Cidade do México.

3. Pan de muerto

Pan de muertos

Pan de muerto (“pão dos mortos” em português) é um elemento importante da oferenda da casa ou do túmulo e é um elemento bastante amado do feriado. A forma redonda do pão representa o corpo humano, as formas longas colocadas sobre a parte superior do pão representam os ossos e o nó redondo no meio representa o crânio.

Alguns relatos afirmam que o pão remonta aos tempos pré-hispânicos e pode ter tomado o lugar dos sacrifícios humanos, originalmente exigidos pelos astecas para honrar o feriado. As velhas receitas astecas podem até conter sangue humano, mas, felizmente, esse não é o caso nos tempos modernos.

Chefes diferentes preparam este pão de maneiras diferentes, e nenhum dois são exatamente iguais. Alguns pães dependem de anis para o seu sabor, e outros extrato e raspas de laranja. Os pães salgados modernos às vezes usam sementes de gergelim, embora os pães doces feitos com açúcar sejam os mais populares.

Você gosta de cozinhar? O pan de muerto não é tão difícil de fazer em casa.

Celebrações do Día de los Muertos hoje

Como a migração generalizada separou muitas famílias de cemitérios ancestrais e túmulos, as celebrações do Día de los Muertos evoluíram. O feriado ganhou amplo reconhecimento nos EUA, em particular, através da atenção da mídia e de uma crescente população mexicana. Muitas cidades nos Estados Unidos realizam grandes eventos e festivais celebrando e honrando as tradições do Dia dos Mortos.

Tem havido controvérsia em algumas comunidades sobre a comercialização do feriado. Isso porque, embora nem sempre seja para ser solene, as festividades do Dia dos Mortos são profundamente pessoais e enraizadas na história da família.

Este feriado amado é uma celebração resiliente e única da vida para as comunidades no México e entre a diáspora mexicana.

Sobre a Remitly

A Remitly é um aplicativo seguro para enviar dinheiro para entes queridos no México e em todo o mundo. Conte com ótimas tarifas, baixas taxas e serviço rápido para bancos e locais de coleta de dinheiro em todo o México.

Baixe o aplicativo da Remitly e mostraremos como começar.

Leitura adicional