Se você já pensou em estudar nos Estados Unidos, provavelmente já se perguntou sobre tudo o que precisa saber. Afinal, visitar um novo país é empolgante e assustador, mesmo quando são apenas breves férias. Quando você passa mais tempo para estudar ou frequentar a universidade, há muito planejamento envolvido.

O melhor conselho para estudar com sucesso no exterior nos EUA pode variar de acordo com vários fatores. Por exemplo, os requisitos para obter um visto para os EUA podem variar de acordo com o tempo de permanência ou de onde você vem. Felizmente, sua universidade ajudará com a maioria desses problemas, uma vez que você se inscreveu e foi aceito no programa de graduação escolhido. 

Claro, há muito o que se preparar além dos requisitos iniciais de visto. Este guia o ajudará a planejar seu programa educacional nos Estados Unidos, seja qual for sua duração e tipo. 

1. Aprimore suas habilidades com o idioma

Embora a maioria dos estudantes internacionais já tenha aprendido inglês em seus países de origem, é provável que você encontre diferenças de conversação nos EUA

Para melhorar suas habilidades no idioma e mergulhar nos contextos de aprendizado do inglês americano, considere fazer um curso de inglês. Isso pode ser uma preparação vital para a participação nas discussões nas aulas. 

Junto com as aulas, qualquer um dos seguintes aplicativos de smartphone pode ajudar a atualizar e manter suas habilidades no inglês:

2. Descubra mais sobre os programas de intercâmbio

Se você está procurando oportunidades de curto prazo para estudos nos Estados Unidos, verifique se sua universidade oferece programas de intercâmbio. Se aceito, você pode viajar para os Estados Unidos e morar com uma família anfitriã para estar totalmente imerso em todos os aspectos da cultura. Eles são diferentes dos programas de graduação das universidades dos EUA e podem ser um grande passo em direção a estudos futuros lá, se esse for o seu objetivo.

Se a sua faculdade não oferece tal programa, verifique o site do Departamento de Estado dos EUA para oportunidades de intercâmbio adicionais.

3. Busque ajuda financeira

Quando os estudantes internacionais vêm aos Estados Unidos para obter educação superior, como bacharelado, mestrado ou doutorado, eles descobrirão que os custos das mensalidades são altos. As universidades americanas costumam cobrar mais aos estudantes internacionais do que aos americanos, não importa se você está em uma faculdade comunitária, universidade ou outra instituição educacional.

A maioria dos alunos que estudam no exterior nos EUA paga seus estudos com recursos familiares ou pessoais. Cerca de 20% obtém financiamento da instituição que frequentam, e uma pequena porcentagem até recebe dinheiro de governos e faculdades em seu país. 

Se os fundos pessoais ou familiares não cobrirem a conta, considere as seguintes fontes de financiamento: 

4. Considere os requisitos de visto e impostos

O processo para obter um visto no Departamento de Estado dos EUA pode ser complexo. Isso significa que você deve fazer pesquisas aprofundadas para compreender os requisitos que enfrentará. Por exemplo, estudantes taiwaneses devem passar por um processo de entrevista antes de obter um visto. Dê uma olhada na página do visto de estudante nos EUA  para entender as regras e requisitos específicos para pessoas de diferentes países.

Nem todas as oportunidades de estudar no exterior nos EUA vêm das universidades. Você pode querer estudar lá como parte de um programa de ensino médio, seminário, conservatório ou até mesmo de um programa de treinamento de idioma estrangeiro. Nessas situações, você pode precisar de um tipo diferente de visto. A maioria dos alunos precisará de um visto J – que é para visitantes de intercâmbio – mas um visto de categoria F, M ou B também pode ser necessário. Certifique-se de encontrar aquele que atende às suas necessidades específicas.

Existem também alguns casos em que você precisará solicitar um ITIN ou número de previdência social. Isso geralmente é necessário para o pagamento de impostos sobre bolsas de estudo e ativos financeiros semelhantes. Você pode encontrar ótimos recursos no processo de inscrição na maioria dos sites de universidades.

5. Pesquise cidades e universidades americanas

Você provavelmente pesquisou muito antes de escolher uma escola no seu país. Isso é algo que você também deve fazer ao escolher uma universidade americana. Considere o sistema educacional, custo de vida, vida no campus, localização, programas disponíveis e mensalidades. Se o financiamento de sua educação é uma grande preocupação, procure faculdades que oferecem bolsas de estudo para estudantes internacionais.

Ao pesquisar, não se esqueça de verificar as classificações das escolas em sites como QS Top UniversitiesUS News Best US UniversitiesNiche e muito mais. Ao mesmo tempo, pense sobre que tipo de instituição você deseja frequentar. Por exemplo, algumas pessoas preferem as que são voltadas para a pesquisa, enquanto outras podem preferir ter experiências mais práticas.

Sua decisão final também deve levar em consideração as cidades americanas. Algumas pessoas preferem cidades grandes, enquanto outras preferem cidades pequenas. Cada lugar tem sua vibe única e você terá experiências muito diferentes dependendo de onde for. Tome sua decisão final com base em preferências pessoais.

6. Prepare suas finanças

Pesquise as opções de câmbio de dinheiro antes de ir. É ótimo levar algum dinheiro com você antes de deixar seu país de origem. Você também pode trocar a moeda de seu país para dólares americanos no aeroporto. No entanto, os serviços em aeroportos costumam cobrar uma taxa enorme. Os caixas eletrônicos podem ser mais baratos e convenientes.

Você também deve ligar para seu banco para informá-los de que pode usar seu cartão no exterior.

Se você estiver estudando nos Estados Unidos por pelo menos um semestre, considere abrir uma conta bancária local. Isso simplificará sua vida financeira e ajudará a evitar custos relacionados a transferências internacionais, taxas de caixas eletrônicos, taxas de câmbio e muito mais.

Se você está pensando em transferir dinheiro para seus amigos ou família em casa, um aplicativo de transferência de dinheiro como a Remitly torna isso mais fácil.

7. Planeje sua alimentação

A maioria das universidades americanas tem opções de refeições no campus. Passe algum tempo pesquisando o que está disponível em sua faculdade antes de partir. Isso permite que você planeje quanto tempo precisa entre as aulas para fazer um lanche rápido.

Se você tem necessidades dietéticas específicas, esta pesquisa é inestimável. As páginas da web de universidades dedicadas a opções gastronômicas raramente são detalhadas, portanto, não tenha medo de entrar em contato com sua escola diretamente para saber se há ofertas sem glúten, vegetarianas, halal e outras opções para atender às suas necessidades.

8. Prepare-se para uma cultura de gorjeta

Muitos trabalhadores americanos contam com gorjetas para sua renda. Os americanos dão gorjeta quando comem em certos restaurantes, pegam um táxi, recebem uma massagem, vão ao bar ou mandam trazer a bagagem para o quarto. 

Uma gorjeta de 15% a 20% é costumeira em muitas situações, mas procure online por valores específicos para cada tarefa.

9. Obtenha seguro saúde

É importante obter um seguro saúde para viagens antes de visitar qualquer país. Ao estudar no exterior nos Estados Unidos, porém, é essencial. O sistema de saúde nos EUA é muito caro e, se você não fizer um seguro antes de visitá-lo, poderá acabar devendo milhares de dólares em caso de emergência.

Felizmente, muitas universidades oferecem seus próprios planos de saúde com desconto para estudantes. Na verdade, alguns exigem que os alunos comprem seus planos se não tiverem cobertura comparável.

Por exemplo, a Universidade de Washington exige que os alunos internacionais tenham seguro.

Se você puder obter um seguro que atenda aos requisitos da escola a um custo mais acessível, entre em contato com a faculdade e solicite uma isenção. Enquanto você definitivamente precisa de um plano de saúde para evitar dívidas potencialmente enormes nos EUA, você não precisa limpar a conta para comprá-lo.

Como um imigrante legalmente presente, você também pode encontrar opções com a Affordable Care Act. Saiba mais no National Immigration Law Center.

10. Aprenda sobre feriados comuns

Cada país tem seus próprios feriados e, nos Estados Unidos, há dias de observância que realmente não atendem à definição tradicional de “feriado”. Não custa nada revisar um guia completo sobre férias nos EUA para ficar mais imerso na cultura.

Dê uma olhada nos feriados quando a maioria dos campi está fechada. Estes dias oferecem grandes oportunidades para sair e desfrutar de tudo o que o país tem a oferecer enquanto estuda nos EUA:

  • Dia de Ano Novo (1º de janeiro) 
  • Memorial Day (última segunda-feira de maio) 
  • Dia da Independência (4 de julho) 
  • Dia do Trabalho (primeira segunda-feira de setembro) 
  • Ação de Graças (quarta quinta-feira de novembro) 
  • Natal (25 de dezembro) 

Existem também alguns feriados que são amplamente, mas não universalmente observados nos EUA. Verifique as políticas específicas de sua escola para feriados durante o ano letivo, como: 

  • Dia de Martin Luther King Jr.
  • Dia dos Presidentes
  • Páscoa
  • Juneteenth
  • Dia de Colombo (Povos Indígenas)
  • Dia dos Veteranos

11. Explore sua área local

Existem muitos lugares incríveis para visitar nos EUA, mas não se concentre apenas em destinos populares como Los Angeles ou Nova York. Reserve algum tempo para pesquisar a área em que está morando. Você pode encontrar coisas incríveis.

Se você está estudando na Augusta University, na Geórgia – por exemplo – nada de especial pode surgir imediatamente em sua mente. Com um pouco de pesquisa, no entanto, você encontrará de tudo, desde lagos próximos e residências presidenciais a museus históricos e eventos internacionais de golfe.

Se você não conseguir encontrar algo que o agrade, lembre-se de que a maioria das cidades tem mercados de fazendeiros, lojas de antiguidades, parques e locais históricos.

12. Prepare-se para as realidades do transporte

Se você planeja fazer qualquer coisa nos Estados Unidos – ou mesmo ir para a universidade – você precisa se preparar para a realidade do transporte. Embora muitas cidades maiores ofereçam transporte público – variando de sistemas ferroviários a linhas de ônibus – áreas menores podem não ter essas opções. Você vai querer pesquisar a área em que vai morar antes de partir.

Uma ótima maneira de evitar problemas é obter sua carteira de motorista. Leia o Guia do Departamento de Segurança Interna para obter uma licença como estudante internacional para saber mais. Os requisitos podem variar com base em onde você está hospedado nos EUA.

Felizmente para alguns alunos – como os de Taiwan e Japão – os Estados Unidos aceitarão carteiras de habilitação válidas de seus países de origem e alguns podem até mesmo transferir para as carteiras de habilitação dos Estados Unidos. Se dirigir sozinho não parece empolgante, experimente serviços como o Uber ou o Lyft.

13. Invista tempo para encontrar um lugar para morar

Todo mundo que viaja para estudar no exterior nos Estados Unidos precisa de um lugar para ficar. E mesmo que você planeje apenas dormir lá, ainda é importante investir um tempo significativo em pesquisas. Esta pode ser sua casa durante todo o tempo em que você estiver nos EUA, então ela merece mais do que uma olhada rápida.

Os estudantes universitários internacionais têm uma variedade de opções de hospedagem. A seguir estão alguns dos mais comuns:

  • Alugar seu próprio apartamento
  • Alugar um quarto na casa de alguém
  • Alugar com colegas de quarto
  • Morando no campus

Você pode encontrar muitas dessas opções em sites como CraigslistAirbnbApartment ListZillowRealtor, Apartments.com e Roommates.com.

Muitas faculdades, como a University of South Carolina e a University of Maryland, também oferecem recursos para a vida fora do campus. Contate sua universidade para ver se eles oferecem esses serviços.

14. Prepare-se para o choque de cultura reversa

Estudar no exterior pode causar um pequeno choque cultural. Se você estiver no país por um mês ou mais, no entanto, pode esperar o choque cultural reverso quando voltar para casa. Como as mudanças que você experimentou pela primeira vez nos EUA, o ajuste à vida em seu país pode levar algum tempo. 

Se precisar, vá devagar com você antes de se tornar totalmente imerso em seu próprio país. Ajustar-se à vida em casa pode ser um processo.

Desfrute de estudar no exterior nos EUA!

Existem inúmeras coisas para aproveitar ao estudar no exterior e, nos Estados Unidos, você encontrará uma abundância de experiências culturais que podem mudar sua vida. Ao se preparar antes da partida, você diminuirá o risco de problemas inesperados enquanto estiver fora.

Sobre a Remitly

A Remitly torna as transferências internacionais de dinheiro mais rápidas, fáceis, transparentes e acessíveis. Nosso aplicativo móvel confiável e fácil de usar tem a confiança de mais de 3 milhões de pessoas em todo o mundo.

Visite a página inicial ou baixe nosso aplicativo para saber mais.

Esta publicação é fornecida apenas para fins de informação geral e não pretende cobrir todos os aspectos de todos os tópicos aqui discutidos. Esta publicação não substitui o aconselhamento de um especialista ou profissional aplicável. O conteúdo desta publicação não constitui aconselhamento legal, fiscal ou outro aconselhamento profissional da Remitly ou de qualquer de suas afiliadas e não deve ser confiado como tal. Embora nos esforcemos para manter nossos cargos atualizados e precisos, não podemos representar, garantir ou de outra forma garantir que o conteúdo seja preciso, completo ou atualizado.