Como voltar a estudar como imigrante

Last updated on outubro 19th, 2023 at 09:54 pm

Lar de quase 4.000 instituições de ensino pós-secundárias1, os EUA oferecem ampla oportunidade para seus cidadãos, bem como imigrantes, de buscar o ensino superior. Na verdade, um em cada três alunos2 matriculados em instituições de ensino pós-secundárias nos EUA é um imigrante de primeira ou segunda geração ou um estudante internacional que vive temporariamente no país especificamente para estudar.

Se você gostaria de se juntar aos milhões de imigrantes e estudantes internacionais atualmente matriculados no sistema de ensino superior americano, este guia lhe dirá o que você precisa saber para alcançar seu objetivo.

1 Moody, Josh. (27 de abril de 2021). A Guide to the Changing Number of U.S. Universities. U.S. News & World Report. https://www.usnews.com/education/best-colleges/articles/how-many-universities-are-in-the-us-and-why-that-number-is-changing

2 (2022). Immigrant and International Students in Higher Education. Higher Ed Immigration Portal. https://www.higheredimmigrationportal.org/national/national-data/

voltar a estudar como imigrante

Você precisa de um visto especial para frequentar a faculdade como imigrante dos EUA?

Sim, a lei dos Estados Unidos exige que a maioria dos imigrantes obtenha vistos de estudante para estudar no país. Existem três tipos de vistos de estudante internacionais:

  • Visto M-1 para estudar em escolas técnicas
  • Visto F-1 para estudar em faculdades e universidades
  • Visto J-1 para participar de programas de intercâmbio cultural que incluem cursos em uma faculdade ou universidade

Para obter um visto M-1 ou F-1, você precisa ser capaz de pagar por sua educação e obter admissão em uma escola pós-secundária americana. Os vistos J-1 exigem aceitação em um programa de intercâmbio cultural.

Normalmente, uma parte das taxas de participação e mensalidades são pagas pelo governo do seu país ou por uma organização sem fins lucrativos.

Os cidadãos do Canadá e das Bermudas geralmente estão isentos do programa de visto de estudante internacional e normalmente podem estudar nos EUA se possuírem um passaporte válido emitido por seu país de origem.

Educação online vs. Educação no campus

Os programas acadêmicos online e presenciais estão disponíveis para a maioria das áreas de estudo e são oferecidos por meio de diferentes tipos de universidades e faculdades.

Prós e contras do estudo online

Existem vários benefícios do estudo online, especialmente para pessoas que viajam muito ou que trabalham enquanto estudam. Os prós incluem:

  • Flexibilidade: Estudar online lhe dá a capacidade de viajar, para que você possa ver mais dos EUA ou voltar para casa para visitar sua família enquanto acompanha seu curso.
  • Custo em instituições privadas: Em universidades privadas, em particular, o custo médio de um diploma online é muito mais barato em comparação com estudar no campus.
  • Capacidade de trabalhar no seu próprio ritmo: Muitos programas de graduação online são individualizados, dando-lhe a liberdade de concluir o curso de acordo com sua programação.

As desvantagens do estudo online incluem:

  • Custo em instituições públicas: Em universidades públicas, o custo médio de um diploma online é muito semelhante ao do mesmo diploma obtido por meio de estudo presencial.
  • Acessibilidade: Você normalmente não consegue obter um visto de estudante apenas para estudar online nos EUA, portanto, essa opção só está disponível para imigrantes que sejam cidadãos dos EUA, residentes permanentes ou portadores de green card.
  • Perder a experiência universitária completa: Embora os cursos online incluam interação frequente com colegas, estudar exclusivamente online não oferece a mesma oportunidade de socializar e ter a experiência universitária completa nos EUA.

Prós e contras do estudo no campus

O estudo presencial oferece aos alunos oportunidades únicas de interagir com seus professores e mentores da área de conhecimento. As interações presenciais com os colegas de classe promovem a colaboração e o aprendizado sobre diferentes perspectivas. Os prós incluem:

  • Elegibilidade: Você pode solicitar um visto de estudante para viajar para os EUA e participar de um estudo presencial em uma faculdade ou universidade certificada pela SEVP. O estudo presencial também está aberto a imigrantes que sejam cidadãos dos EUA, residentes permanentes ou portadores de green card.
  • Experiência universitária completa: Estudar no campus lhe dá oportunidades de participar de eventos, atividades extracurriculares e socializar pessoalmente com outros alunos.
  • Potencial para mais opções acadêmicas: Algumas faculdades e universidades oferecem mais programas de graduação e certificação no modelo presencial do que online. Estudar presencialmente pode oferecer mais cursos para você escolher.

As desvantagens do estudo no campus incluem:

  • Cronograma fixo: Para estudos presenciais, você geralmente assiste a aulas de 1 a 5 vezes por semana. A instituição estabelece o cronograma, e alguns cursos só podem ser oferecidos em uma hora do dia. Isso significa que você tem menos controle sobre sua agenda.
  • Custo: Em universidades privadas, você pode pagar mais por um programa presencial.

Faculdades comunitárias vs. Universidades

Outra consideração importante para estudar nos EUA é se você vai frequentar uma faculdade comunitária (community college) ou uma faculdade ou universidade privada ou pública. Veja como essas instituições pós-secundárias se comparam entre si.

  • As faculdades (colleges) são instituições privadas e públicas que concedem bacharelado de 4 anos e também podem ter cursos de graduação, certificação e diploma.
  • As universidades são instituições privadas e públicas que concedem bacharelado e pós-graduação de 4 anos, como mestrado e doutorado. Elas também podem ter cursos de graduação, certificação e diploma.

Existem opções públicas, privadas e comunitárias entre faculdades e universidades.

  • Instituições públicas recebem financiamento de governos estaduais ou locais e podem oferecer mensalidades reduzidas para estudantes nacionais, o que geralmente inclui cidadãos dos EUA, residentes permanentes e titulares de green card
  • Instituições privadas recebem financiamento por meio de fundos e doações, e não do governo. Essas instituições geralmente são mais caras.
  • As faculdades comunitárias são instituições públicas acessíveis que geralmente concedem certificados, graduações e diplomas de associado (associate degrees) de 2 anos. Quase metade de todos os estudantes universitários nos EUA frequenta programas em faculdades comunitárias, e cerca de um quarto deles são imigrantes.

As faculdades comunitárias tendem a ser uma opção mais econômica do que as faculdades e universidades de 4 anos. Além disso, elas muitas vezes têm padrões de admissão mais flexíveis que as tornam mais acessíveis para os imigrantes.

No entanto, a maioria das faculdades comunitárias não oferece diplomas de bacharel. Dependendo do seu plano de carreira, um diploma de bacharelado B.A. ou B.S. pode ser necessário. Nesse caso, você tem opções.

Se você quiser se transferir para uma universidade ou faculdade de quatro anos, pode consultar seu orientador estudantil ou orientador acadêmico internacional para saber mais sobre os prazos de inscrição e como seus créditos atuais serão transferidos para sua nova instituição. Eles também o ajudarão a lidar com quaisquer alterações em seu visto, se necessário.

Auxílio financeiro, bolsas de estudo e subsídios para imigrantes que retornam aos estudos

Independentemente de você escolher uma faculdade comunitária ou uma instituição de quatro anos online ou presencial, o ensino superior tem seus custos. Felizmente, existem oportunidades de auxílio financeiro disponíveis para os alunos.

Auxílio estudantil federal

Os residentes permanentes dos EUA e os indivíduos que possuem status especial de imigrante podem se qualificar para auxílio estudantil federal através do Departamento de Educação dos EUA. O auxílio estudantil federal é baseado nas necessidades e inclui subsídios que não precisam ser reembolsados, bem como empréstimos que exigem reembolso.

Auxílio estatal a estudantes

Alguns estados oferecem programas especiais de auxílio financeiro para imigrantes ou permitem que residentes permanentes e portadores de green card dos EUA solicitem auxílio estudantil padrão com base no estado. Entre em contato com a Secretaria de Educação do seu estado para obter mais informações.

Auxílios institucionais

Instituições pós-secundárias podem oferecer mensalidades com desconto, bolsas de estudo ou subsídios para imigrantes que apresentem necessidade financeira. Pesquise as opções de auxílio institucional no site da sua faculdade ou universidade ou ligue para o escritório da tesouraria para saber mais informações sobre apoio financeiro.

Esperanza Education Fund

Este programa concede bolsas de estudo de $5.000 a $20.000 a imigrantes e seus filhos que planejam frequentar uma faculdade ou universidade pública nos EUA. Saiba mais em seu site para descobrir se você se qualifica.

Outras bolsas e subsídios

Organizações sem fins lucrativos e fundos filantrópicos fornecem milhares de bolsas de estudo para estudantes nos EUA, e alguns desses programas estão abertos a imigrantes. O Departamento do Trabalho dos EUA oferece o localizador de bolsas CareerOneStop para ajudá-lo a procurar rapidamente por bolsas de estudo.

Outras formas de financiar a sua educação

Além do auxílio financeiro, você pode ser capaz de obter financiamento para a faculdade através das seguintes opções abaixo.

  • Pedir dinheiro emprestado a familiares e amigos
  • Candidatando-se a empréstimos estudantis privados por meio de instituições financeiras dos EUA; A College Raptor oferece uma ferramenta que permite que imigrantes e não imigrantes encontrem rapidamente programas de empréstimo
  • Trabalhando no campus da faculdade ou universidade, você participará de programas de estudo-trabalho
  • Iniciando um side hustle (trabalho de meio período); no entanto, alguns vistos de estudante não permitem que estudantes internacionais trabalhem em áreas que não sejam relacionadas à sua graduação

voltar a estudar como imigrante

Tem um diploma profissional no seu país de origem? Veja como validá-lo nos EUA

Se você já possui um diploma profissional de uma instituição em seu país de origem, pode ser elegível para trabalhar em seu campo nos EUA.

Advogados

Para exercer a advocacia nos EUA, você precisará obter admissão na Ordem dos Advogados do estado onde pretende trabalhar. Cada estado tem suas próprias regras em relação ao credenciamento de advogados imigrantes.

Dependendo de onde você mora, talvez só precise fazer o exame de advocacia do estado para se tornar um advogado nos EUA, contanto que tenha uma licença legal válida e um número mínimo de anos de experiência.

Outros estados podem exigir que você faça cursos adicionais. Entre em contato com a Ordem dos Advogados do seu estado para obter mais informações.

Professores do ensino primário

Nos EUA, os departamentos estaduais de educação estabelecem os requisitos mínimos de educação e treinamento para professores do ensino fundamental e médio. Um diploma de bacharel em pedagogia é geralmente necessário para que o professor trabalhe na rede pública de ensino. Escolas particulares e escolas charter (similar às escolas conveniadas no Brasil) têm requisitos diferentes que podem ser mais brandos.

Se você tem a formação educacional necessária, pode ser capaz de fazer o teste de certificação de professor para o seu estado. Alguns estados podem ter requisitos adicionais de certificação para professores imigrantes, como cursos extras ou cartas de referência.

Entre em contato com a Secretaria de Educação do seu estado para obter mais informações.

Enfermeiros

Órgãos governamentais estaduais emitem licenças para enfermeiros nos EUA. Os requisitos de educação para enfermeiros variam de acordo com a posição.

Os enfermeiros práticos e profissionais licenciados (LPNs e LVNs) normalmente só precisam de certificados que exijam 1 ano de educação, enquanto os enfermeiros registrados (RNs) geralmente devem ter um diploma de associado ou bacharel em enfermagem de 2 anos. A maioria dos estados também exige que os futuros enfermeiros passem no exame NCLEX, administrado pelo National Council of State Boards of Nursing (NCSBN).

Se você atualmente trabalha como enfermeiro em seu país de origem, talvez consiga se tornar um nos EUA simplesmente passando no NCLEX. Alguns estados podem exigir que você faça cursos de treinamento adicionais antes do exame. Entre em contato com o conselho de enfermagem do seu estado para obter mais informações.

Médicos e outros profissionais de saúde

Os Estados estabelecem suas próprias regras em relação ao licenciamento de médicos e outros profissionais de saúde. Para descobrir as regras relativas ao licenciamento de profissionais de saúde imigrantes, você precisará entrar em contato com o órgão responsável por regular sua profissão em seu estado. Se você não tem certeza de qual agência entrar em contato, o Departamento do Trabalho do seu estado pode servir de ajuda.

Geralmente, os médicos devem receber um diploma de bacharelado e um diploma de medicina de uma escola de medicina credenciada, além de concluir uma residência para receber uma licença. Além disso, a maioria dos estados exige que os médicos em potencial passem nos testes das Etapas 1 e 2 do United States Medical Licensing Examination (USMLE).

Os médicos que receberam seu credenciamento e treinamento fora dos EUA talvez precisem concluir um curso adicional para se qualificar para uma licença emitida pelo estado.

Dicas para o sucesso de estudantes imigrantes não tradicionais

Estudantes imigrantes não tradicionais podem precisar conciliar a família, o trabalho e a escola. Para ter sucesso como estudante não tradicional, experimente algumas das dicas abaixo.

Considere uma escola técnica

As escolas técnicas (trade schools) normalmente possuem programas de treinamento mais curtos, permitindo que você se prepare para uma nova carreira em menos tempo. Muitas escolas oferecem programas flexíveis para adultos trabalhadores. Você pode buscar muitas áreas de estudo, incluindo as listadas abaixo.

  • Controle de tráfego aéreo
  • Tecnologias aliadas à saúde, como radioterapia e raios-X
  • Assistência de automóveis
  • Desenho assistido por computador
  • Gestão de construções
  • Taquigrafia
  • Cosmetologia
  • Administrador de banco de dados
  • Higiene dental
  • Tecnologia elétrica
  • Edição de filmes
  • Tecnologia de serviço funerário
  • Design gráfico
  • Tecnologia de aquecimento, ventilação e resfriação
  • Tecnologia de máquinas
  • Assistência jurídica
  • Gestão de logística
  • Assistência médica
  • Assistência médica através da computação
  • Encanamento

Consulte a ferramenta de pesquisa da Accrediting Commission of Career Schools and Colleges para encontrar escolas técnicas na sua área.

Escolha um programa flexível

Estudantes imigrantes não tradicionais podem se beneficiar de programas universitários flexíveis, tais como:

  • Diplomas apenas online em que você faz aulas de forma virtual
  • Graduações híbridas que combinam cursos online flexíveis com aprendizagem presencial
  • Programas de graduação em meio período que geralmente permitem que você se matricule em menos de 12 créditos por semestre
  • Programas noturnos que permitem trabalhar durante o dia
  • Programas somente aos sábados, onde você tem aulas aos sábados

Crie um orçamento

Estabelecer um orçamento mensal pode ajudá-lo a gerenciar suas finanças enquanto você trabalha e estuda. Não sabe por onde começar? Confira um dos vários aplicativos de orçamento disponíveis.

Melhore suas habilidades de inglês

Muitas faculdades e universidades exigem que os alunos passem no exame de Inglês como Língua Estrangeira (TOEFL) antes da admissão, porque os cursos são ministrados em inglês. Você pode pagar por aulas preparatórias de TOEFL presenciais ou online para se preparar para o exame, mas também é possível aprimorar suas habilidades de inglês por conta própria.

  • Faça um Curso Aberto On-Line Massivo (MOOC): Esses cursos online têm matrículas abertas e admitem um grande número de alunos. Algumas aulas são gratuitas, enquanto outras exigem que você pague uma taxa para se inscrever ou receber um certificado de conclusão. A Open Professional English Network é um bom ponto de partida para MOOCs de aprendizagem de inglês.
  • Use aulas online gratuitas de inglês: Sites como USA Learns, Let’s Talk e Oxford Online English oferecem aulas online gratuitas de inglês. Você pode concluir um programa inteiro ou procurar tópicos de interesse.
  • Participe de cursos em uma faculdade comunitária: Muitas faculdades comunitárias oferecem cursos presenciais e virtuais de inglês como segunda língua. Use esta ferramenta de pesquisa para encontrar sua faculdade comunitária local.
  • Use aplicativos de aprendizagem de idiomas: Os principais aplicativos de aprendizagem de idiomas permitem que você estude inglês 24 horas por dia, 7 dias por semana, em seu dispositivo móvel.

Junte-se a uma organização em sua área

Organizações profissionais relacionadas à sua profissão ou à sua comunidade de origem, como a Philippine Nurses Association of America, podem conectá-lo com recursos para ajudá-lo a se preparar para sua nova carreira.

Muitas dessas organizações oferecem conferências e oportunidades de networking que você pode participar para atender potenciais empregadores e mentores. Pesquise sua profissão e etnia em um mecanismo de pesquisa para encontrar organizações específicas que se aplicam a você.